Corações Abertos

Uma lenda para a eternidade

155

 

 9/5/1934

14/9/2018

Por Orlando Pereira

Por Orlando Pereira

O esporte catarinense está de luto. Morreu na madrugada desta sexta-feira (14), aos 84 anos, em Brusque, Orlando Francisco Muller, mais conhecido como Pipoca. Ele integrou a comissão liderada por Arthur Schlösser que instituiu os Jogos Abertos de Santa Catarina, em 1960. A sua última aparição publica foi no dia 30 de agosto, quando participou da solenidade de acendimento do fogo simbólico. O sepultamento será neste sábado, às 15h, no Cemitério Parque da Saudade, em Brusque.

A vida esportiva de Pipoca iniciou em 1954, quando participava do departamento de esportes da Sociedade Bandeirante. Foi jogador de basquetebol e de futebol, defendendo o Carlos Renaux. No ano de 1960 fez parte da comissão responsável pela criação dos Jasc. Durante toda a sua vida esportiva Pipoca exerceu atividades no esporte foram de extrema importância. Não foram poucas as vezes que sacrificou suas próprias finanças para completar o pagamento de despesas decorrentes da participação de suas equipes em competições estaduais e nacionais.

Essência da alma dos jogos

O diretor técnico da Federação Atlética Catarinense, Osni César Muller, mais conhecido como Chico Muller, que é sobrinho de Pipoca, recebeu a notícia da morte do tio no local onde está hospedado em Caçador. “Era uma pessoa que vivenciava o esporte”. O seu envolvimento na criação dos Jasc foi em decorrência da amizade que tinha com Arthur Schlösser. “Trabalha na empresa, um verdadeiro faz de tudo”. Chico lembrou que seu tio era último remanescente que residia em Brusque já que Rudi Nodari é de Joaçaba. “É uma pena pela essência da alma dos jogos, que não podem parar”.

A presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry, lamentou a morte de Pipoca, pessoa que considera como ícone pela sua participação na criação dos Jasc. “Quis o destino que nos deixasse justamente no período dos jogos”. Ela lembrou de sua participação no acendimento do fogo simbólico, ocorrido no dia 30 em Brusque.

O velório inicia ao meio-dia desta sexta-feira, na capela mortuária do Centro de Brusque, e o sepultamento neste sábado, às 15h, no Cemitério Municipal Parque da Saudade.

 

 

Veja Também
Comentários
Carregando...